Grafeno: uma nova arma contra o câncer

Em sua mais alta qualidade, o elemento é uma das formas cristalinas do carbono mais fortes já demonstradas, consistindo em uma folha plana de átomos de carbono densamente compactados em uma grade de duas dimensões.

Suas aplicações vão desde coletes à prova de balas até um possível substituto do silício. A Universidade de Manchester, na Inglaterra, vem realizando pesquisas com o material e descobriu outro possível uso: o elemento pode localizar e neutralizar células-tronco cancerígenas, as estruturas que originam os tumores. Os resultados do estudo foram publicados na revista científica Oncotarget.

Como o óxido de grafeno não é tóxico, ele poderia inibir a formação tumores que crescem no início da doença, sem causar danos ao organismo. Segundo os pesquisadores, as células-tronco cancerígenas expostas ao material formaram outras células, mas, dessa vez, saudáveis.

A ideia é que o grafeno seja usado para melhorar os resultados de outros tratamentos para reduzir o tamanho dos tumores, além de prevenir que ele se espalhe ou volte a crescer após a quimio ou radioterapia.

Obviamente que o material ainda precisará de mais algum tempo antes de poder ser testado em humanos, mas, pelo menos, podemos torcer por uma luz no fim do túnel com mais essa esperança de tratamento para a doença.

FONTE(S)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s