Artigo: Cientistas criaram robôs que, quando quebram, conseguem compensar o próprio defeito

“O principal desafio era criar algo capaz de aprender. Mas que aprendesse em alguns poucos minutos”, disse Jean-Baptiste Mouret, um dos autores do projeto e pesquisador do consórcio de inovação francês Inria, ao site da MIT Technology Review. Um vídeo divulgado pelos pesquisadores ilustra o processo. Nele, um robô parecido com uma aranha perde uma das pernas. Depois de 20 minutos testando hipóteses, o robô se adapta e aprende a andar sem a perna danificada, recuperando a mobilidade e a velocidade perdidas.

Os pesquisadores também apelidaram seu algoritmo de “algoritmo evolutivo”. Isso por que, para resolver o imprevisto, o robô precisa testar soluções possíveis, numa sequência de tentativa e erro até chegar a uma solução viável. É algo parecido com o que os humanos fazem: se você torce o tornozelo, você recorre a sua memória e a algumas tentativas até conseguir se mover da maneira menos dolorosa possível.

http://flip.it/FBIPX

Publicado do WordPress para Android

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s